Mulheres de Alhandra

Hoje dia 8 de março é dia para se celebrar a força das mulheres de Alhandra. Destacamos o livro “Mulheres de Alhandra” de Antónia Balsinha.

“Antónia Balsinha traça um quadro vigoroso sobre a Resistência das Mulheres de Alhandra ao salazarismo.

(…)

Antónia Balsinha conhece Alhandra desde os seus tempos de meninice, nesta terra que se tornou numa terra de operários fabris. Por vontade própria, e a pulso, estudou, atingindo em primeiro lugar, o curso do Comércio, até chegar ao mestrado nos Estudos sobre as Mulheres. Viu à sua volta, e conheceu as mulheres desta Vila da borda d’água que lutavam por conservar um nível mínimo de vida para se sustentar, e aos filhos, e ainda se transportavam em camioneta e comboio até Peniche [e Lisboa] a fim de visitarem, por breves instantes, os maridos aprisionados pelos salazaristas. Conheceu-lhes o ar acabrunhado de sofrimento nestas mulheres que não desistiram de lutar a favor da Liberdade e da Dignidade.”

Júlio Graça

Plantadora de Arroz, 1954 – Cipriano Dourado (1921-1981)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

<span>%d</span> bloggers like this: